sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Gurupi: Motorista ''fura'' sinal vermelho e se envolve em acidente com mais três carros

Por: Tiago Souza

O acidente teria sido causado pelo motorista da Paratí vermelha que, segundo testemunhas, não respeitou o sinal vermelho, veio a se colidir com um Uno branco exatamente às 15h06 da tarde desta quinta-feira (29). Após a colisão, os dois veículos invadiram a contra-mão da Av. Maranhão, envolvendo no acidente mais dois veículos que estavam parados no semáforo. Ninguém ficou ferido. O motorista da Paratí alegou não ter percebido se o sinal estava vermelho ou não.

A posição em que os veículos pararam chamava a atenção por quem passava no local. Testemunhas disseram que foi possível ouvir o barulho da batido de pelo menos três quadras de distância.

- Eu estava na Goiás (avenida) com a rua três e consegui ouvir o barulho da batida. Foi muito alto mesmo – contou um entregador
As câmeras do circuito interno da loja de roupas Dom Victorio flagraram o momento exato do acidente. Veja:

video


quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Caso Yego: "Quero poder te dar um futuro melhor", declarou estudante em última conversa com namorada


O corpo do estudante de Geologia, Yego Cunha Leal, de 21 anos, encontrado nesta quarta-feira, 28, foi encaminhado ainda ontem para o Instituto Médico Legal (IML) de Palmas. A necropsia deverá apontar as causas da morte do jovem, localizado três dias após desaparecer em uma região às margens da TO-010, entre as cidades de Wanderlândia e Babaçulândia. 


Somente depois da realização dos exames, o corpo será liberado para o traslado em uma aeronave até o Pará. Até o momento, a família não informou onde será o velório.  

Segundo informações do tenente Siqueira, Yego, que participava de uma expedição da universidade na região, foi localizado embaixo de uma árvore, na região de Babaçulândia. O local fica próximo uma serra, longe 15 quilômetros do lugar onde o paraense teria sido visto pela última vez. 

Não foram encontradas marcas de violência no corpo. Suspeita-se que o estudante tenha morrido vítima de desidratação. A área registra altas temperaturas nesta época do ano.

Luto e tristeza

(Foto: Arquivo Pessoal)

A Universidade Federal do Pará (UFPA), que passa por um processo de transição para se tornar a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA), divulgou nota em que se solidariza com a família e os amigos de Yego. De acordo com a instituição, todas as providências cabíveis nesse momento estão sendo tomadas. 

O reitor da universidade, Maurílio Monteiro, informou que psicólogos que irão prestar assistência aos professores e alunos que estavam no grupo que viajou para o Tocantins junto com Yego.

Em uma rede social, a namorada de Yego, Milena Correa, divulgou o trecho de uma conversa que teve com o jovem antes da tragédia. "Seu namorado tem uma vida loka, mas te ama muito...", escreveu o estudante, que declarou em seguida: "Quero poder te dar um futuro melhor, pra vc e pra todos q amo...".



Segundo os colegas de Yego, o jovem era fascinado pelo curso, principalmente pelas aulas de campo. O estudante é natural da cidade paraense de Igarapé-Miri e, atualmente, morava em Marabá, onde estudava.


Desaparecimento

Segundo informações da Polícia Militar (PM), o universitário, que estudava Geologia na Universidade Federal do Pará (UFPA), participava de uma pesquisa de campo com outros 33 acadêmicos. Os estudantes foram divididos em vários grupos, cada um deles ficou responsável por catalogar aspectos geológicos de uma determinada área.

Yego estava acompanhado do professor Antônio Emídio de Araújo Santos Júnior e de outros dois estudantes, quando uma aluna começou a se sentir mal no fim da tarde, provavelmente vítima de insolação. De acordo com Júnior, um outro integrante do grupo ficou com a colega enquanto ele e Yego foram buscar o carro. Durante o percurso o estudante também passou mal. O professor teria orientado o jovem a ficar no ponto marcado esperando ele buscar o veículo para socorrer a todos, o que não aconteceu.

As buscas contaram com a participação de policiais militares e bombeiros do Tocantins, de moradores de Babaçulândia e da 23ª Brigada de Infantaria da Selva de Marabá (PA). 

(Rede TO)

Crueldade: Homem é assassinado e tem corpo queimado em Alvorada-TO

(Foto: Ascom/4°BPM)
Por: Tiago Souza

 O crime aconteceu na última terça-feira (27), na cidade de Alvorada-TO, cerca de 100 km de Gurupi. Jean Carlos Xavier, 25 anos, foi assassinado com golpes de faca aos fundos de uma residência.  Os assassinos ainda atearam fogo no corpo da vítima, mostrando requintes de crueldade. 

Por meio de uma denúncia anônima, a Polícia Civil prendeu dois suspeitos já na tarde de ontem (28). Tratam-se de Paulino Cavalcante dos Santos, 20 anos, e Waleff Florentino dos Santos, 18 anos. Os dois negaram qualquer participação no crime. A Polícia ainda acredita que existe mais uma pessoa envolvida.

Paulino (esq) e Waleff foram encaminhados para
a CPP de Gurupi (Foto: Tiago Souza)

O corpo, que já estava em estado de decomposição, foi encontrado na manhã desta quarta-feira e encaminhado ao Instituto Médico Legal. Os dois suspeitos foram levados até a Casa de Prisão Provisória de Gurupi onde ficarão recolhidos.
Parentes da vítima estavam inconformados com a crueldade dos assassinos. Uma das irmãs de Jean dizia não aceitar ter que velar o corpo do irmão em caixão lacrado.
- Gente do céu, é muita crueldade. Meu irmão ficou irreconhecível, não vamos poder nem ver o rosto dele pela última vez, caixão lacrado – disse a irmã.
Os laudos da perícia devem apontar se o corpo foi queimado antes ou depois da vítima vir à óbito. O caso será investigado.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Jovem é encontrado morto com rosto desfigurado após show em Palmas

(Foto:Arquivo Pessoal)
O atendente Renato Batista da Silva, 22 anos, foi encontrado morto na manhã desta terça-feira (27), em um matagal que fica atrás de um condomínio na quadra 205 Norte, em Palmas. Segundo informações da Polícia Militar, uma pessoa disse que encontrou o corpo após sentir o mal cheiro no local e que aparentemente o rapaz foi morto após levar várias pedradas na cabeça.
Núbia Lima de Moura era amiga da vítima e disse que foi com a família para o Instituto Médico Legal (IML) fazer o reconhecimento do corpo. "Não dava para saber o que era nariz, boca, olho. O rosto dele estava muito deformado, nós só o reconhecemos porque ele tinha umas tatuagens e porque ele era bem pequeno. O Renato estava [vestido] com a camisa e a calça que usou no show", conta.
A irmã de Renato, Marilene Batista da Silva, diz que a família é do Maranhão e que o irmão morava na capital há três anos. Ela conta que o irmão gostava muito de festas, mas que era uma pessoa trabalhadora. "Ele morava comigo, mas ele disse que queria ser independente, que queria trabalhar. Meu irmão era muito querido, tem muitos amigos, quero que a justiça seja feita", desabafa.
Marilene afirma que a última vez que conversou com o irmão ele estava muito animado. "Renato me disse assim: Ô mana (sic) eu te amo muito. Antes de sair para o show eu te ligo". Ela conta que essa foi a última vez que falou com a vítima. Ela disse ainda que o pai infartou quando recebeu a notícia da morte do filho. "Meu pai está internado no hospital do Maranhão."
Desaparecimento
O jovem estava desaparecido desde o último domingo (25). De acordo com informações de amigos de Renato, ele não apareceu em casa depois de ser visto no show que aconteceu no sábado (24). "Eu fui com ele no show e assim que entramos ele disse que iria se encontrar com as amigas do serviço dele. Depois disso não o vi mais", explica a amiga Luanna de Oliveira Vaz da Silva.

Ela conta que o amigo era homossexual e que poderia ter sido vítima de preconceito. "O Renato gostava de se maquiar, de se produzir. Ele fazia chapinha (sic) no cabelo, às vezes tingia também" explica a amiga da vítima. Além disso Luanna afirma que o amigo era ameaçado pelo ex-namorado que queria reatar a relação.
O corpo do jovem foi encaminhado ao IML. A família informou que o velório acontece ainda nesta terça-feira após a liberação do corpo, a partir das 20h.
Investigação
A Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) investiga o caso e informou que até o momento não existe nenhuma informação nova.

(G1/TO)

Caso Lucas Borgo: ''Não me entreguei por medo das ameaças que recebi'', disse o acusado da agressão

Alex já tem várias passagens pela polícia
por agressão

Alex Alonso Taveira Batista, mais conhecido como Alex Gaguim, 20 anos, falou pela primeira vez nessa segunda-feira, 26, em um programa de TV local, sobre a agressão cometida contra Lucas Borgo, 23 anos.

Ele é acusado de ter agredido a vítima no dia 27 de julho deste ano, em casa noturna em Palmas. Segundo o apurado no inquérito, após uma discussão Alex teria desferido um soco em Lucas, que teria batido a cabeça e sofrido traumatismo craniano. 



Por telefone, Alex contou a versão dele. “Naquele dia, eu estava saindo da fila da sala vip da boate e sem querer esbarrei nele [Lucas]. Ele estava acompanhado de três meninas. Ele empurrou a minha cara, eu fui o empurrei e ele caiu e bateu a cabeça no chão. Foi isto que aconteceu”, contou.

Alex afirmou que não fugiu do local. “Eu fiquei na recepção da boate. Eu não fugi, os seguranças me seguraram lá na recepção até a polícia chegar, eu fui carregado para até delegacia, esperei lá e eles me liberaram. fiquei lá até umas seis horas da manhã", disse.

Ele foi questionado sobre o motivo de não ter se apresentado até o momento. “Uai, por medo né? Falaram que iam me matar e não sei o porque. Por isto não me apresentei, mas estou a disposição da Justiça”, afirma.

Outro lado
No dia 14, Sandra Borgo, mãe de Lucas, em entrevista concedida ao CT, pediu que denunciassem Alex. “Peço que alguém que veja esse rapaz [Alex] que o denuncie visto que ele não pode ficar solto. Com o meu sentimento de mãe, quero vê-lo preso. Hoje foi meu filho, amanhã pode ser o seu”, desabafou Sandra.

Naquela data havia informações de que Alex estaria na cidade de Barretos (SP) e que o mandado de prisão preventiva teria sido encaminhado para aquela região. “Eu não acredito. Esta informação é para despistar a polícia do caso”, enfatizou Sandra.


O pedido foi expedido pelo juiz da 2ª Vara Criminal de Palmas, Rodrigo Perez Araújo, decretou nessa quinta-feira, 8, a prisão preventiva contra Alex.

MPE
O Ministério Público Estadual (MPE) ofereceu nesta no dia 15, denúncia criminal contra Alex Alonso Taveira Batista, mais conhecido como Alex Gaguim, 20 anos, acusado de causar de lesões corporais graves contra Lucas das Neves Borgo, no último dia 27, em casa noturna em Palmas, em Palmas.

Para o promotor de Justiça Francisco Rodrigues de Souza Filho, o pedido de prisão preventiva se justifica pela crueldade da prática delituosa que o autor cometa novos delitos. E que Alex deverá responder criminalmente por conduta dolosa (quando há intenção em praticar o crime) pela forma como a lesão corporal foi praticada.

Segundo o MPE, Alex responderá pelo crime de lesão corporal gravíssima, com perigo iminente de morte, perda dos sentidos, incapacidade permanente para o trabalho e deformidade permanente. Caso venha a ser condenado, cumprirá pena de reclusão de até oito aos.

O CT conversou nesta terça-feira, 27, com o advogado criminalista que defende a família da vítima, Indiano Soares, que afirmou que o quadro de Lucas é considerado gravíssimo. “Os médicos já comunicaram à família que ele terá sequelas e que no momento não é possível dimensioná-las. Até este momento o cérebro dele continua inchado e sem parte que foi retirada do crânio. Esta parte só será recolocada quando o cérebro não tiver mais inflamado”, contou o advogado.

Em relação ao depoimento do pai do Alex, concedido a TV local, Soares disse que não condena. “Não podemos condená-lo, afinal é pai e, pela voz dele, foi nítido o quanto estava emocionado”, ressaltou.

Sobre o andamento do inquérito, o advogado afirmou que tanto a Polícia Civil (PM) quanto o Ministério Público Estadual (MPE), cumpriram rigorosamente todos os prazos dispostos do Código de Processo Penal. 

(Portal CT)

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Gurupiense assassinada em São Paulo sofreu tentativa de assalto quando chegava à universidade


(Foto: Futurapress)

Tiago Souza/Da redação
Uma psicóloga de 29 anos foi baleada e morta durante um assalto na noite desta segunda-feira (26), no Tatuapé, zona leste de São Paulo. Ela estacionou o carro perto da faculdade onde estudava e foi abordada por ladrões. Imagens de câmeras de segurança mostram o momento do crime. 
No quarteirão residencial, quase não havia vagas para estacionar. As imagens mostraram o carro da universitária manobrando antes de entrar na rua. Passava das 19h40 da noite quando Cláudia Roberta Machado Romão, de 29 anos, dirigiu até o meio da via. Ali ela fez mais uma manobra e retornou em direção à esquina. Pouco mais de um minuto depois de chegar à rua, Claudia encontrou uma vaga e estacionou.
Segundos depois, o carro dos bandidos surgiu na gravação. Por causa do farol, a imagem não mostrou a abordagem. Mas, na gravação, o veículo dos criminosos passou pelo carro da universitária e, na sequência, um homem veio correndo atrás. Ele entrou no automóvel pela porta do passageiro. No mesmo momento, outro homem entrou pela porta traseira do carro. Os suspeitos fugiram em direção a um dos acessos à avenida Aricanduva.

Estudante era de Gurupi - TO
(Foto/Arquivo Pessoal
Testemunhas disseram que três homens estavam dentro do carro. A dona de casa Maria Cléria contou que estava em casa quando escutou o disparo.
— Ouvi o tiro. Um tiro só e depois a buzina tocou uma vez só e deu aquela arrancada de pneu. (...) No que eu fui olhar a menina estava dentro do carro assim, toda caidinha.
O tiro que matou a universitária entrou pelo vidro lateral do carro. O delegado Antonio de Olim acredita que ela reagiu.
— Eu acredito, ou ele foi assaltá-la, ela estava com o carro engatado, ela tentou sair. Ela tomou um tiro certeiro aqui, foi um tiro só que pega no braço.  
Logo depois de ser baleada, Claudia recebeu ajuda de moradores que tentaram fazer massagem cardíaca. Quando a polícia chegou, ela já estava morta. Os bandidos que atiraram na universitária ainda não foram identificados Um estudante, que foi roubado há uma semana, em uma rua ao lado, acredita que pode ter sido vítima do mesmo bando, que usava um carro igual ao que aparece na gravação.
— Um estava armado. O outro já entrou no carro e um ficou dentro do carro. Eram três ladrões.
O carro dele, levado no dia do crime, foi recuperado depois.
Como a universidade não tem estacionamento, os estudantes param os carros em ruas da região. Desde que a faculdade foi construída, segundo moradores, o movimento nesta área aumentou bastante. Segundo Alicia Consolaro, uma funcionária pública que mora na região, os roubos são frequentes, principalmente à noite.
— Você não pode entrar em casa. Você não pode sair. Os próprios alunos estão sendo assaltados, como esta moça que foi morta hoje [ontem].
Segundo a polícia, a universitária é de Gurupi, interior do Tocantins e estava em São Paulo havia menos de um ano. Casada recentemente, ela fazia um curso de pós-graduação. Não há registro de que ela estivesse sofrendo ameaças, como conta o delegado Olim.
— Eu acho que execução, um tiro certeiro desse, ele não daria. Geralmente são mais de um tiro. Pela nossa experiência, se fosse execução ele dispara o revólver... Ali não, foi um tiro, não sei se ele já veio engatilhado, já atirou, se ele já deu rapidamente, você já vê ele correr e entrar no carro.
Durante a perícia, investigadores encontraram no bolso da universitária o relógio de pulso dela. Para a polícia, um indício de que a jovem temia ser assaltada ao chegar à faculdade. Os criminosos fugiram sem levar nada. 
( Portal R7)

PRF de Gurupi prende homem com objetos utilizados em explosivos dentro de ônibus que seguia de Goiânia à Guaraí

Por: Tiago Souza

 Marcio Almeida de Lima, 32 anos, foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Gurupi na noite desta segunda-feira (26), portando objetos utilizados em explosivos dentro de um ônibus que seguia de Goiânia à Guaraí.

Com o homem foram encontrados três cordéis detonantes e três espoletas que são usadas em bananas de dinamite. Os objetos foram localizados dentro de um tênis do suspeito.

Marcio tem várias passagens pela polícia e deve responder por porte ilegal de arma de fogo. 

Caso Elizeth: Julgamento de Cristiano Borges acontecerá na próxima semana

Por: Wesley Silas


Na quarta-feira, 04, da semana que vem, acontece em Gurupi o julgamento de Cristiano Borges de Souza, 25 anos, considerado um dos mais esperados do ano. Cristiano é acusado de ter assassinado a professora Elizeth dos Santos em dezembro de 2011.

O julgamento acontece no Tribunal do Júri de Gurupi e será comandado pelo Juiz Criminal Dr. Ademar Alves de S. Filho.

O crime aconteceu na manhã do dia 12 de dezembro de 2011 no setor Parque das Acácias quando o corpo de  Elizeth dos Santos foi encontrado dentro do seu veículo (Celta) em uma rua não habitada 10 perfurações de arma branca, logo após visitar Cristiano Borges de Souza, que estava em um veículo gol.

(Atitude Tocantins)

Gurupi e Plácido de Castro disputam as oitavas de final neste domingo

Os jogos da última rodada da Série D definiram o Plácido de Castro como adversário do Gurupi nas oitavas de final. Mesmo levando uma goleada do Maranhão neste domingo (25), o time do Tocantins não se abalou, já que o jogo era apenas para cumprir tabela, o foco continua sendo as oitavas de final.
O atacante Lúcio Bala e Ricardo Gurupi, os volantes Hermeson e Urânio, o lateral esquerdo Fernando, o goleiro Pitanga e os zagueiros Neuran e Santiago não entraram em campo contra o Maranhão para que evitar danos que os deixassem de fora da próxima partida.
- Nós poupamos seis da equipe e jogamos com mais cautela para evitar cartões ou expulsões, vamos precisar de todos nos jogos contra o Plácido - disse o técnico da equipe, Glauber Souza.
De acordo com Glauber, o Plácido de Castro tem uma equipe bem articulada e com bons jogadores, mas o Camaleão do Sul vai entrar em campo confiante.
- A derrota para o Maranhão não nos desanimou, nós relaxamos porque estávamos em uma situação confortável, mas contra o Plácido de Castro estamos e vamos com tudo para chegar às quartas de final - afirma Souza.
O Gurupi volta a treinar nesta terça-feira (27), se passar desta fase o time pode enfrentar o Nacional ou o Salgueiro na disputa das quartas de final.
(GE/TO)

Exposição na Internet pode terminar com funcionário demitido


A exposição em excesso nas redes sociais e o uso além da conta da internet no trabalho, para fins particulares, podem prejudicar o crescimento profissional. É o que dizem especialistas em Recursos Humanos (RH). Quem tem o hábito de postar tudo o que faz, onde está, com quem sai e colocar fotos a todo momento sem critério no Facebook, por exemplo, corre risco de demissão ou de perder vaga de emprego. Citar a empresa em que trabalha em comentários ou fazer críticas também não são práticas recomendáveis.

Pensamentos preconceituosos ou racistas, posição política polêmica ou falar mal da empresa onde trabalha ou atuou também causam problemas na visão do consultor de RH Maurício Seixo.

"Já soube de caso de funcionário demitido por ter postado crítica a empresa onde trabalhava. A pessoa tem que ter consciência de que seu perfil em redes sociais não é privado. Têm pessoas que fazem comentários como se tivessem em bate papo informal de bar", comenta Seixo.

De acordo com Márcia Ricardi, especialista em Gestão de Pessoas e supervisora de RH, é cada vez mais comum os recrutadores acessarem as páginas pessoais dos candidatos para conhecer mais sobre o profissional que pretendem contratar.

"São analisadas os tipos de publicações, o conteúdo, fotos, sobre o que a pessoa se interessa, os valores do indivíduo como ética, respeito e educação. É claro que o recrutador não pode ter como única referência a rede social, porém, esta é bastante considerada, pois diz muito sobre o candidato", explica a supervisora de RH.

PRODUTIVIDADE

Professor do curso de Recursos Humanos e Administração do Centro Universitário Celso Lisboa, Nelson Mateus Filho diz que o uso excessivo da internet para fins particulares distrai as pessoas e provoca perda de produtividade se o profissional não tomar cuidado. Mas, ao mesmo tempo, ele afirma que as empresas devem entender que os trabalhadores precisam de um tempo durante o dia para espairecer.

"Não tem período ideal. Fica a critério da empresa. Em torno de meia hora é um tempo razoável por dia", avalia.

Bloquear o acesso não é a solução

O psicólogo e sócio da Top Quality Recursos Humanos, Carlos Eduardo Pereira, diz que bloquear internet nas empresas não é a melhor solução.

"Um líder com experiência saberá usar as metas e demandas para mediar esta relação. Até porque o bloqueio tende a limitar o acúmulo de informações", observa o psicólogo.

Pereira diz ainda que concorda com alguns especialistas que dizem que liberar o uso é saudável. "Torna o funcionário mais satisfeito", ressalta o especialista.

A coordenadora pedagógica Magda Alencar, 19 anos, diz que trabalha no escritório de uma das principais escolas de samba do Rio e que o acesso é totalmente liberado.

"Inclusive, a internet é uma das nossas principais ferramentas de trabalho. Sou contra limitar o acesso. Se a pessoa consegue entregar seu trabalho em dia não vejo motivo para bloquear", argumenta a coordenadora pedagógica.

O vigilante Thiago Cardoso, 22, afirma que trabalhou numa empresa que produzia suplementos de informática onde o acesso à internet era limitado ao horário do almoço. "Havia muito funcionário que trabalhava à tarde e chegava mais cedo só para ter acesso à internet", conta.

Empresas têm como medir uso

Consultor empresarial e especialista em Gestão de Pessoas, Ubiratan Bonino diz que controlar é um mau necessário. "Empresa que não controla corre o risco de sofrer danos pelo uso indevido do seu sistema. Ela é responsável por tudo que é comunicado, divulgado, acessado em sua rede. Casos como pedofilia, uso de sites pornográficos, informações sigilosas podem ser extremamente danosos à empresa.

A supervisora de RH Márcia Ricardi diz que se a empresa permitir o acesso à internet, com algumas restrições (sites inapropriados, por exemplo) e, também, por sua vez, promover uma cultura de educação do uso apropriado dos recursos da empresa, isso pode dar certo.

"Entretanto, se a empresa permite o acesso, porém, não promove a cultura do bom uso. Isso pode prejudicar e muito a produtividade da companhia. Uma boa gestão de pessoas deve promover a consciência do uso", explica a especialista.


(Da Agência O Dia)

Após 65 anos de união, casal morre com 11 horas de diferença


Após 65 anos de casamento, os americanos Harold e Ruth Knapke morreram com apenas onze horas de diferença entre um e outro, nesta segunda-feira (26/8).

Segundo informações do jornal The Washington Post, eles estavam internados no mesmo quarto de um hospital na cidade de Dayton, no Estado de Ohio, desde o último dia 11.



Harold, de 91 anos, morreu primeiro. Após algumas horas, enfermeiros informaram sobre a morte de Ruth, de 89. A família não especificou se os dois sofriam de alguma doença e divulgou que estavam "a alguns dias de completar o 66º aniversário juntos".


Os dois se conheceram na infância e começaram a namorar pouco antes da II Guerra Mundial, quando Harold serviu o Exército americano. Na volta, ele se tornou professor e ela cuidou dos seis filhos que tiveram.

(Mais Goiás)

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Detento é encontrado morto dentro da CPP; companheiro de cela assumiu o crime

Por: Tiago Souza

Carlos Braga Filho, 33 anos e natural de Araguaína-TO, foi assassinado na cela 05 da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Gurupi, na manhã do último sábado (24). O detento sofreu cerca de 25 perfurações feitas por uma arma branca artesanal conhecida como chuncho. 

Na cela em que o crime aconteceu encontravam-se, além da vítima, mais 10 detentos. 

O detento Wallace Ventura da Costa, companheiro de cela da vítima e que também é de Araguaína, se apresentou ao delegado e confessou o homicídio. Segundo informações, autor e vítima já tinham uma rixa antiga. 

O corpo de Carlos foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e está a espera de parentes para ser liberado.




 

Acidente envolvendo carro e moto deixa criança de 8 anos ferida

Por: Tiago Souza

 O acidente aconteceu no fim da tarde deste domingo (25), na avenida Goiás, próximo a saída Sul de Gurupi. Um Gol ''bola'' de cor verde acabou batendo na traseira de uma motocicleta em que estavam duas pessoas. Uma menina de 8 anos, que estava na garupa da moto, sofreu escoriações pelo corpo e suspeita de fratura no braço esquerdo. Ela foi levada ao Hospital Regional de Gurupi (HRG) e passa bem. A condutora da motocicleta não se feriu.


Os veículos envolvidos no acidente foram retirados do local, atrapalhando o trabalho da perícia. O motorista do carro estava visivelmente embrigado e, segundo informações de testemunhas, tentou fugir.. O veículo foi apreendido.

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Justiça determina soltura de jovem acusado de participar de roubo

Israel foi considerado
inocente
Por: Heliana Oliveira

A justiça determinou nesta quinta-feira, 17, a soltura de Israel 
Carvalho dos Santos, de 22 anos, que foi preso no dia 13 com 
William Borges Rodrigues após um assalto a uma loja no centro de 
Gurupi. 
Na decisão, assinada pela juíza Mirian Alves Dourado, fica 
destacado que William confessou já ter sido processado por 
outros crimes e que cometeu o assalto sozinho.

A juíza também destaca o depoimento de Israel que disse que só 
emprestou a casa para William tomar banho e que não percebeu 
se ele estava usando arma de fogo. 
A juíza destaca que não há indicativo de que a liberdade de Israel 
poderá ser prejudicial à instrução do processo ou que pode 
comprometer uma futura condenação, no entanto, ela enfatiza que 
isso não pode ser dito em relação William, que foi reconhecido 
pelas vítimas. 
Relembre o caso :


Na última quarta-feira (13), William e Israel foram presos no residencial João Lisboa da Cruz 
após uma denúncia anônima. Eles eram suspeitos de um assalto a uma loja no centro da 
cidade, crime que aconteceu durante a tarde. Leia mais ( aqui ).












quarta-feira, 14 de agosto de 2013

GURUPI: Homem é executado com dois tiros dentro de farmácia na avenida Dueré

As marcas do crime ficaram na farmácia
Por: Tiago Souza


 Paulo dos Santos Sampaio, 28 anos, foi executado com dois tiros no início da tarde desta quarta-feira (14), em uma farmácia localizada na avenida Dueré, próxima ao setor Pedroso. 

De acordo com uma testemunha que não quis se identificar, o autor dos disparos chegou em uma bicicleta e abordou a vítima que saia da farmácia. 



- Ele entrou na farmácia, se pesou e saiu logo em seguida. O menino chegou de bicicleta e atirou a primeira vez lá fora, foi quando o Paulo tentou se esconder dentro da farmácia e acabou levando mais tiros - contou.


 Cerca de seis tiros foram disparados e dois atingiram a vítima. Ele foi atendido ainda no local, dentro da ambulância do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), mas morreu a caminho do local. Nenhum funcionário da farmácia se feriu.

A Polícia Militar (PM) diz não ter pistas sobre o motivo do crime. O suspeito do crime ainda não foi localizado.

As imagens do circuito interno da farmácia mostram o momento exato da execução. Veja:

video

 As imagens mostram que Paulo chega ao estabelecimento, cumprimenta duas pessoas e vai até a balança se pesar. O homem fica cerca de 10 segundos dentro da farmácia e sai. Logo em seguida, é possível perceber que a vítima cai dentro da farmácia após receber o primeiro tiro e tenta se esconder atrás de um balcão. É quando o autor do crime entra no local, vai até onde a vítima se escondeu e termina de efetuar os disparos.

A polícia deve usar as imagens do circuito interno da farmácia para tentar localizar o autor dos disparos. Em breve mais informações





Durante abordagem de rotina, PRF prende rapaz com grande quantidade de entorpecentes dentro de ônibus

(Foto: Gustavo Brito)
Por: Tiago Souza

 Em mais uma abordagem de rotina, a PRF de Gurupi prendeu na manhã de hoje (14) um rapaz que estava com uma grande quantidade de entorpecentes na bagagem, dentro de um ônibus. Denilson Marques Chaves, 18 anos, saiu de Goiânia - GO com destino a Tocantinópolis-TO.

Com ele foi encontrado quase 5 quilos de maconha, 1 quilo e meio de pasta base, 140 gramas de cocaína e 45 gramas de haxixe. A droga somada custaria cerca de 25 mil reais.




(foto: Gustavo Brito)
Denilves assumiu a autoria do tráfico e disse que ficou devendo cerca de 15 mil reais aos traficantes. Os entorpecentes foram encontrados na bagagem dele.

Ele foi encaminhado até a Delegacia Central de Flagrantes e ficará a disposição da justiça.

Dois jovens são presos após assaltarem loja no centro de Gurupi; um deles é acusado de pelo menos mais seis assaltos

Por: Tiago Souza

 A Polícia Militar (PM) prendeu na noite desta terça-feira (13), William Borges de Rodrigues, 25 anos e Israel Carvalho dos Santos, 22 anos, acusados de assaltarem uma loja no centro de Gurupi. 

O crime aconteceu na tarde de ontem. De acordo com uma funcionária da loja que não quis se identificar, William, que é da cidade de Ananais - TO, chegou ao estabelecimento agindo como alguém que fosse fazer compras. 

- Ele separou algumas roupas, bermudas de marca e camisetas e foi até o caixa pagar, foi quando ele sacou a arma e anunciou o assalto - contou a funcionária.


 Os jovens foram encontrados no residencial João Lisboa da Cruz após uma denúncia anônima. Durante entrevista, Rodrigues confessou o crime. Os dois já possuem passagens pela polícia. William já havia comprado uma passagem de ônibus para Brasília com saída ainda na noite de ontem.

 Com os dois a polícia apreendeu 460 reais, um revólver calibre 32' e quatro munições intactas. Além de roupas e celulares que podem ser produtos do roubo. Segundo a PM, William e um amigo ficaram hospedados em hotel e saíram devendo duas diárias.

 Eles foram encaminhados até a Delegacia Central de Flagrantes. Lá, pelo menos seis donos de lojas reconheceram William como assaltante. O dono do hotel também reconheceu o jovem. 

 O que chama a atenção da polícia, é que todos os crimes foram feitos quase da mesma forma, com o jovem agindo como cliente e depois anunciando o assalto , sempre mostrando muita calma. O delegado plantonista destacou também que quase todas as lojas assaltadas tem mulheres como funcionárias, o que facilitaria o trabalho dos criminosos.

O aspirante William, da Polícia Militar, espera que com a divulgação das imagens dos dois jovens mais. Eles devem responder por roubo e porte ilegal de arma de 














Dois menores são apreendidos por furto de moto e o pai de um deles pede ajuda

Por: Tiago Souza

 Dois menores de idade foram apreendidos no início da noite desta terça-feira (13), após serem flagrados em uma motocicleta que havia sido furtado em frente a sede da Prefeitura Municipal de Gurupi durante a tarde.

 De acordo com a Polícia Militar (PM), os dois menores já praticaram pelo menos mais dois furtos nos últimos 10 dias.



Eles foram conduzidos até a Delegacia Central de Flagrantes, ouvidos e liberados em seguida.


O pai de um dos menores, mostrando cansaço e preocupação, pediu ajuda. Sem se identificar, ele falou com o Blog GD.

Blog GD: Como é o filho do senhor na casa de vocês?

Pai:  Ele é usuário de drogas, só vive na rua, chega sempre de madrugada e só aprontando, né? Só bagunça.

Blog GD: Ele sempre foi desse jeito com os familiares? Usuário de drogas?

Pai: Sempre foi assim, desde uns dois anos pra cá ele perdeu a cabeça. Ele usa tudo, crack, maconha, tudo.

Blog GD: Disseram que a mãe do senhor é doente e sofre muito com ele, é verdade?

Pai: É, minha mãe sempre cuidou dele, desde pequenininho. Sou separado há anos, a mãe dele não quer nem saber da situação dele, ela já desistiu. 

Blog GD: Ele já tem muitas passagens pela polícia. O que ele já fez?

Pai: Essa é a terceira moto que ele furta. Já furtou celular, roupa. Também já foi pro CEIP (Centro de Internação Provisória). Ele disse que ia melhorar e tudo, quase morreu no hospital. Ele foi pro hospital por causa de droga, ficou sem comer, magrinho.  Fiquei lá 14 dias sem dormir, com ele, aí levei ele lá no CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), tava até bom, o menino tava bacana, se tratando e tudo. Aí deram alta pra ele lá, para ele ir duas vezes por semana e ele não foi. Ele acabou não indo, eu procurei lá e eles disseram que não podiam fazer nada. 

Blog GD: Ele ficou quanto tempo lá no CAPS?

Pai: No CAPS ele ficou uns dois meses. Ele mesmo ia sozinho, de bicicleta. Aí desandou, agora piorou de vez .

Blog GD: O que o senhor deseja agora?

Pai: Rapaz, eu queria ajuda. Preciso de ajuda. Queria que os órgãos públicos, juiz, que alguém me ajudasse, não dou conta mais não. Ele matando minha mãe aos poucos. Eu não dou conta mais, eu não durmo mais de noite, sempre preocupado com esse menino. Nunca sei se ele vai chegar morto ou vivo. Não sei mais o que fazer. 

Blog GD: O senhor acha que a solução seria deixar ele preso?

Pai: Preso ou internado numa clínica de recuperação. Uma clínica fechada, pois ele vai aprontar coisa ainda, eu tenho medo dele matar a gente lá em casa.

Blog GD: Ele é muito agressivo em casa?

Pai: Muito. Ele já me ameaçou, já agrediu minha mãe. Ele jogou o controle (da televisão) que cortou ela. Fizemos até o B.O (boletim de ocorrência). Ele já quebrou a casa, e a gente não tava lá, quando chegamos que vimos tudo quebrado lá. Eu queria uma solução, uma ajuda, não sei o que fazer mais.







Escolas municipais de Gurupi recebem projeto de combate às drogas



(Ilustração)
Buscando levar uma mensagem de esperança e ainda prevenir e combater o uso de drogas entre os jovens, um grupo de voluntários do Sempre Haverá Esperança - S.H.E, que percorre o Brasil, está em Gurupi, onde realiza palestras motivacionais. Nesta terça-feira (13/08), a Escola Municipal Lenival Correia recebe o coordenador Jean Carlos Rosa, a partir das 15h30.

Segundo Jean, que é o coordenador do grupo composto por quatro integrantes, a palestra com Projetos “Violência Tô Fora”  e os temas: drogas, bullyng, aborto, gravidez precoce, e outros, é realizada gratuitamente em todo país e culmina com um teatro: "Drogas esse barato sai caro", que é encenado buscando conscientizar os estudantes quanto aos perigos do mundo das drogas.

Com uma linguagem voltada para o público adolescente, os integrantes arrancaram aplausos e lágrimas da platéia. O Sempre Haverá Esperança se apresenta há 20 anos em escolas públicas do país

Em Gurupi, o projeto conta com apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação, e a agenda de palestras é a seguinte:

·         13/08/2013 – 15h30 - palestra na Escola Municipal Lenival Correia, localizada na Rua José Simeão Correia Ferreira, nº 842, Setor Alto da Boa Vista.
Fone: (63) 3314-2026

·         14/08/2013 – 10 horas - Teatro "Drogas esse barato ai caro" na Escola Municipal Orlindo Pereira da Mota, localizada na Rua X, Qd.21-A, n 238, Setor União V. Fone: (63) 3351-1930/3312-2038

Secom/Prefeitura